Fazer Obra 1


Fazer obra...que indesejável tão inevitável.

Infelizmente acaba por sempre marcar presença nos projeto de arquitetura de interiores.

Ora por uma adequação de um espaço antigo as novas necessidades, ora por que simplesmente as construções novas privilegiam a quantidade de ambientes à qualidade destes. Transformam, muitas vezes, boas áreas em um retalho labiríntico de cômodos.

Não sei, mas as vezes penso que o melhor para as novas construções seria eliminar dos espaços as paredes e possibilitar uma distribuição inteligente de dutos elétricos para tomadas, interruptores e pontos de luz que possibilite ao ocupante a distribuição da forma mais desejada. Transformar as divisões e acréscimos cada vez mais secos, rápidos e limpos.

Ainda construímos como antigamente, só que em muitas vezes acho que pior.

É aí que mora o perigo porque qualquer um com o mínimo de noção credita-se “capaz” de prestar algum tipo destes serviços. Isso, de certa forma, me preocupa cada vez mais.

Tenho tido a sorte de trabalhar com muita gente boa, mas também me deparado com muito prestador de serviço de péssima qualidade, sem comprometimento com prazos e qualidade e tudo que tem de ruim junto.

Um comentário é geral; “quem souber fazer obra com capricho, limpa, cuidado com os pertences do proprietário, comprometimento com prazos e horários...vai ficar muito rico”...doce ingenuidade. Essas pessoas e prestadores existem e em grande quantidade, mas o insolúvel é que dependem de outras e essas “outras” acabam com qualquer cronograma....e paciência também.

É claro que todos temos exemplos que contradizem tudo isso, onde tudo corre como manda o figurino, mas não são a regra.

O que fazer....bom....próximo texto falamos.

Maurício.

#TextosMaurícioAurvalle #Obra #Interiores

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo