Quero coisas novas.


Todo o dia que ando pela cidade que eu amo,

me faço a mesma pergunta; “Porque mais do mesmo?”.

Fico imaginando como deve ser difícil para os publicitários produzirem uma campanha onde o principal slogan é “um novo conceito para Porto Alegre”. Talvez, mais difícil seja identificar a verdadeira inovação no que continua sendo produzido pelas bandas de cá.

Onde estão os prédios provocantes, aqueles que paramos pelo puro prazer de apreciá-los? Aqueles pelos quais as pessoas viajam só para poder olhar, passear e fotografar?

Onde está a polêmica cultural positiva em nosso meio? Acho que provavelmente com vergonha escondida na mente das brilhantes pessoas que temos vagando dia-a-dia entre nós.

O que de realmente inovador teremos nesta bela exposição em andamento, a Artemosfera, que toma conta das ruas...acho que muito pouco quase nada. Sei que soa como crítico demais isso, mas é o que sinto. Sei que os artistas envolvidos são importantes e bons, mas eu gostaria de muito mais.

Nossos prédios são todos iguais...todos com “cara de construtora”, pois “é o que vende”.

Eu penso diferente a respeito...acho que “é o que se oferece” ao público consumidor.

Precisamos de mais. Precisamos de novidade.

A um bom tempo atrás, quando se iniciou o projeto da Fundação Iberê Camargo, muitos criticaram a indicação de um arquiteto estrangeiro para a realização do projeto. Particularmente sempre fui a favor, pois graças a isso temos uma construção de caráter internacional, diferente do que fazemos e com apelo para pessoas de outros lugares visitarem nossa cidade para (e porque não) apenas conhecerem o Museu.

Não quero dizer com isso que não temos arquitetos capacitados a produzirem semelhante e inclusive melhor, mas o fato é que o que continuamos tendo em nossa cidade são as mesmas construções caretas e pouco inspiradoras. Nossa grande construção na época eram os Bourbons...(por favor...).

Precisamos de qualidade se quisermos turismo. Precisamos de inovação se quisermos investimentos.

Temos muitos profissionais para isso, mas o esforço tem que vir de ambos os lados.

O STUDIO PARALELO, com o meu amigo Sílvio Lagranha, para mim, é um bom exemplo disso. Adimiro o trabalho deles.

Precisamos virar a página, aproveitar a euforia de 2014 e começar coisas novas.

Vamos construir essa atmosfera envolta de todos.

#ArquiteturaPortoAlegre #TextosMaurícioAurvalle

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo