Planejando sua obra ou reforma.



Planejamento arquitetônico

Se você está se programando para realizar algum tipo de obra ou modificação em sua casa ou local de trabalho, este texto vai lhe ajudar muito na sua partida.

Quando alguém fala em realizar algum tipo de modificação, seja a onde for, sempre acompanha o sentimento de coisas que poderão dar errado ou gastos inesperados que aparecerão. Pois existem alguns cuidados importantes que devam ser observados para evitar ao máximo essas dores de cabeça.

Acredito que o número um da lista seja uma espécie de “espírito de reforma”, que nada mais é do que estar disposto e empolgado em realizar o que se precisa ou se quer fazer. Ter a vontade de encarar o desafio sem enxerga-lo como uma tormenta já é meio caminho andado para enfrentar os contratempos de forma mais leve e menos estressante. É muito normal ver pessoas despreparadas para a obra surtarem com questões muito pequenas e simplesmente não conseguirem chegar ao final daquilo que sonhavam.

Em seguida, é de extrema importância identificar tudo aquilo que se quer realizar. Nada de deixar espaços de criatividade para pensar no decorrer da obra. Realizar um projeto, mesmo que à sua maneira é o que irá lhe garantir a objetividade nisso tudo. Saber o que é preciso fazer e o que virá pela frente.

Com este roteiro em mãos, existe um exercício que sempre recomendo e que pratico para toda e qualquer atividade que faço. Trata-se de listar todo e qualquer item que aparecerá em algum momento da obra. Por menor que ele possa parecer, ele tem que ir para esta lista. Inicialmente ela não precisa ter uma lógica. Veio algo na cabeça, ponha no papel. Reflita muito sobre tudo, desde os materiais a serem comprados às pessoas necessárias para a realização das tarefas. Com esta listagem, será possível agrupá-las em fases de importância de execução e ações. Esta lista, ao longo do seu processo de obra, sempre receberá itens novos, mas será ela que te permitirá identificar noção de valores, tempo de execução, quantidade de pessoas, variedades de profissionais e muito mais.

Graças à esta lista, você será capaz de entender o que precisas orçar, além de avaliar o grau de importância de cada decisão.

Você já percebeu a diferença de ir ao supermercado com uma lista realizada olhando a dispensa de casa e ir totalmente despreparado? Pois esse descontrole é igualzinho a uma obra sem planejamento. Compras em excesso, compras esquecidas, compras erradas, ou seja, é aí que começam os problemas.

Mas se você acha que este planejamento afeta somente nas compras, você se engana. Isto acaba impactando em tudo. Desde a sua rotina, totalmente alterada por sempre estar “vendo algo pra obra”, até a maneira que seus contratados irão trabalhar. Indecisões e alterações nas tarefas de empreiteiros, instaladores e ajudantes são as principais responsáveis pelos retrabalhos, descontrole de custos, atrasos de cronograma e discussões profissionais.

E para mim, três das mais importantes atitudes que as pessoas devam ter são:

- Não querer se enganar. Sabe quando você diz que vai fazer um monte de tarefas importantes para reduzir custos e dar agilidade ao processo? Mas que no fundo (nem tão fundo assim), você sabe que nunca fez ou que não irá conseguir? Pois é, não minta para si, pois estas mentiras vão lhe gerar gastos desnecessários e muitos atrasos de obra.

- Focar em realizar somente aquilo que estava em programação. A importância deste item é gigantesca, porque modificar o projeto, ou continuar “construindo ele” ao longo da sua obra é um dos principais fatores para todo e qualquer descontrole de prazos, equipes e custos com retrabalho e desperdícios.

- Nunca iniciar uma obra com os recursos financeiros “muito exato”, você tem que prever os imprevistos, pois eles, inevitavelmente, farão parte deste processo. De 10 a 20% são sempre boas reservas de R$ para qualquer empreitada.

Se a tarefa for complexa para você, faça uma economia, considere na sua lista de custos a contratação de um profissional para realizar tudo isto com você.

Aprenda a identificar os custos ao invés de culpar o processo de obra como sendo uma caixinha de surpresa.

Acredite em mim, isso fará uma diferença incrível.

Boa obra, boas mudanças!!

Maurício Aurvalle, arquiteto.

#TextosMaurícioAurvalle #MaurícioAurvalle #Obra #Interiores #Opinião

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo